quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Reflexão sobre o que ouvi do filme Moana e o que penso a respeito.

Reflexão sobre o que ouvi do filme Moana e o que penso a respeito.

1 Coríntios 6:12
"Todas as coisas me são permitidas, mas nem todas são saudáveis. Tudo me é lícito realizar, mas eu não permitirei que nada me domine."

Fico aqui pensando, só meditando, antes de assistir fui pesquisar sobre o filme é descobri que é a união de algumas lendas Filipinas, e da região do Pacífico, e assisti, e não assisti uma vez só, foram várias, não quero defender se houve intensão de passar uma mensagem maligna ou não, mas fico pensando sobre o relato acima, porque não vi iemanja, nem lúcifer, e perguntei para algumas crianças sobre o que viram, e muitas associaram a um desenho antigo, Lillo (outro filme Disney), e chamaram a outra deusa de primavera, outras não entenderam porque gostaram da Moana, claro que se quisermos associar, nós que somos adultos vamos sim e vamos questionar será que deveria levar meu filho, será que isso influenciaria sua vida, será que o que temos orado, testemunhado, e nos cultos domésticos que temos feito, não tem sido suficiente para que nossas crianças aprendem a verdade é possam enxergar, o que está oculto e o que é invenção humana, mas enfim queria deixar aqui só como uma  reflexão. Temos ensinado nossos filhos a servirem a Deus de verdade, ou temos escondido nossos filhos da realidade em que vive este mundo? ( Provérbios 22:6 “ Ensina a criança no caminho em que deve andar, e mesmo quando for idoso não se desviará dele.”).
Nossas crianças aprendem diariamente na escola sobre lendas brasileiras, e nossos filhos, sim filhos de cristãos, trazem da escola desenhos da iara, do saci, do curupira , no dia do folclore, e muitos pais cristãos acham os desenhos "bonitinhos", sem questionar o ocultismo atrás da lenda, achamos por ser matéria escolar não faz mal, mas não explicamos sobre isso às crianças, deixamos que achem que é normal, como se não tocar no assunto não vamos espalhar sujeira, ou seja não vamos ter que falar do assunto, não vamos criar constrangimento para professores,  vamos colocar tudo debaixo do tapete.
Não vamos nos importar se haverá festa de carnaval na escola, afinal é festa popular brasileira, pra que incomodar o diretor da escola, ou questionar os professores para fazer outra atividade, deixa a criança aproveitar, ela é pequena não é depois explicamos. Será que em outubro compramos fantasias para que nossos filhos participem da festa de Halloween na escola ( Mateus 6:24 “ Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou será leal a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamon),
Vamos falar mais um pouco, quantos de nós cristãos fizemos  festas temáticas  Frozen (onde a princesa tinha poderes sobrenaturais de congelar coisas e pessoas), e da Rapunzel ( que tinha um cabelo mágico, e que foi criada por uma mulher terrível e interesseira que era mais velha que a humanidade), ou quantos de nós criticamos esses desenhos e ficamos iguais ao juiz que criou o Quasímodo ( Corcunda de Notredame),  fervoroso e temente a Deus, mais que tinha mais cobiça que qualquer coisa?
Mais uma vez deixo claro, não quero defender nem acusar o filme em questão, só deixar claro que nos preocupamos com algumas coisa e deixamos outras, quando Deus nos diz que devemos vigiar em todo tempo. ( Mateus 26:41 “ Vigiai e orai, para não cairdes em tentação. O espírito, com certeza, está forte, mas a carne é fraca” – 1 Cor. 16:13 “Vigiai, permanecei firmes na fé, portai-vos  corajosamente, sede fortes.”)
Como servos de Deus devemos ficar atentos e em todo tempo ensinar a Palavra de Deus, não esconder nossos filhos mais ensiná-los a escolher o que é certo o que convém, vamos abrir mão do lema do :  filho de crente, crentinho é, nossos filhos precisam desejar servir a Deus, decidir ser  discípulo de Jesus Cristo e não acompanhantes dos pais, ser  obedientes a Palavra e não apenas ouvintes, ser crentes praticantes e não igrejados. Precisamos mudar nossos maus costumes, e colocar em prática o que apendemos na Palavra de Deus. Podemos ver nossas crianças brincando de carnaval e fazendo festa de halloween, ou exigir nos colégios e escolas que se comemore com eles o dia de ação de Graças que é data instituída desde 1949, por ser data instituída por um presidente da nação brasileira. Só percebo que falamos muito mal do que está de fora e fechamos os olhos para o vivemos na realidade. Tem ocultismo sim, mas a novela que passa na casa de muitos cristãos também tem, nos programas que roubam o tempo de leitura da Palavra e oração dentro dos lares também tem. 
Muitas vezes os pais que  dizem que não vão levar os filhos ao cinema, assistem as novelas  e reality show das redes de TV, e os filhos os veem fazendo isso.
Aproveite a oportunidade para falar do verdadeiro Deus, que não pode ser roubado, que não cai do céu onde vive e aguarda por nós, e que tudo que Ele criou é perfeito, e que Ele não se contamina com as coisas desse mundo, como o próprio Samuel, quando menino, vivendo no meio do pecado de Eli e seus filhos não se contaminou.


 Só pra refletir.

2 comentários:

  1. Muito interessante sua visão, minha irmã.
    Que o Senhor nos inspire e nos ensine a cada dia.
    Minha querida, estou iniciando um trabalho com as crianças da igreja que congrego, em BH.
    Estarei a frente durante os cultos da noite, mas não sei por onde começar.
    Será uma classe mista.
    Vc pode me ajudar.
    Devo seguir um tema?
    Bjs... 31 987528578 (zap)Túlia

    ResponderExcluir
  2. Prewcisamos restaurar a cultura biblica que encontramos com o povo de Jesus: judeus, assim como os seguidores de Jesus nos primeiros seculos. Judeus e gentios uma só familia.

    ResponderExcluir